Bovinos: Controle do cilco estral de vacas sadias que ciclam normalmente, sicronização /indução do cio de novilhas. Os animais devem ser inseminados após a detecção do cio, que deve ocorrer de 2 a 5 dias após o tratamento. Pode se fazer a inseminação sem previa visualização de cio às 72 e 96 horas após aplicação do produto. Suínos: Indução do parto em porcas : Os animais devem ser injetados com o produto entre o 110 e 111 dia de gestação. O parto se dará entre 20-24 horas após a injeção. Uso terapêutico: Tratamento de cistos luteínicos; cios silenciosos (sub-estro); eliminação de prenhez normal (somente no primeiro terço da gestação quando as novilhas são jovens demais ou imaturas); eliminação de prenhez anormal (remoção de feto mumificado), piometra ou endometrite crônicas (para os casos de endometrites crônicas ou com contaminação bacteriana o veterinário poderá fazer uso concomitante de medicação adequada)
Abate: 01 dia | Leite: zero

Cada 100ml de produto contém:

  • D-Cloprostenol.............. 7,50mg
  • Veículo q.s.p. ...............100,00ml
 

Prostaglandina é um potente agente luteolítico de elevada eficácia em bovinos, que produz uma regressão morfológica e funcional do corpo lúteo, seguido pelo retorno ao cio dentro de 2 a 4 dias posteriores ao tratamento, com uma ovulação normal. Deve-se lembrar que existe um período em que os animais são refratários ao tratamento que vai desde a ovulação até aproximadamente 5 dias posteriores a ela, onde os efeitos luteolíticos das Pgs não se manifestam. Prostaglandina possui amplo índice terapêutico, não altera a fertilidade e não se tem observado efeitos indesejáveis sobre as crias concebidas no cio seguinte ao tratamento. Leve resultado rápido, vários benefícios e muita saúde para seu animal com Prostaglandina!

Dosagem: Sincronização e indução de cio: primeira dose 2 ml, via intramuscular, inseminar os que apresentarem cio. Segunda dose 2 ml, via intramuscular, aplicar 10 a 11 dias dias (novilhas) ou 13 e 14 dias (vacasem lactação) após a primeira dose, nos animais que não apresentaram cio. Inseminá-los após sua detecção do cio ou fazer a inseminação 72 e 96 horas após a aplicação sem a observação do cio. Eliminar necessidade de detecção de cio durante período de inseminação: Duas injeções de 2 mL cada, 10 a 11 dias (novilhas) ou 13 a 14 dias (vacas em lactação) de intervalo entre doses. A fertilidade normal se manifestará com 2 inseminações a 72 e 96 horas após injeção. Indução de Parto em Porcas: 1 mL via intramuscular, entre 110 e 111 dia de gestação. O parto se dará 20-24 horas após injeção. Para estabelecimentos em que se emprega: métodos de reproduçãopor observação visual de cio; utilização de touros vasectomizados: primeira dose 2 mL via intramuscular, inseminar as que apresentarem cio. Uso terapêutico: Tratamento de cistos luteinicos, piometra ou endometrite crônica, eliminação de gestações normais, não desejáveis, eliminação de gestação de gestações anormais e cios silenciosos (sub-estro), 2 mL, via intramuscular, quando indicado nos casos de piometra ou endometrite crônica, o tratamento poderá ser repetido com intervalos de 10-14 dias. Pode se associar o tratamento a uma terapiaantibacteriana especifica, de acordo com o médico veterinário. Em cios silenciosos, caso não haja resposta ao tratamento, injetar uma segunda dose após 10-11 dias ou 13-14 dias, da primeira e inseminar 72 e 96 horas depois. Administração: Administração do produto é por via intramuscular. Precauções: O Cloprostenol é absorvido pela pele e pode causar aborto, portanto, não deve ser manipulado por mulheres gravidas; Em contato acidental do produto com a pele, lavar com sabão e água corrente com abundância; As prostaglandinas do tipo F2 alfa, podem causar bronco espasmo no homem, em caso de inalação ou injeção acidental, administrar imediatamente um broncodilatador de ação rápida por inalação (isoprenalina ou salbutamol) Como em qualquer injeção, usar equipamento esteríl e obedecer as normas de assepsia. Não administrar em fêmeas prenhas, quando o aborto terapêutico não for desejado.

Prostaglandina fabiani - FAQ

Veja as principais perguntas que os clientes fazem antes de adquirir o Prostaglandina fabiani:

 

1 - Quem é a Fabiani Saúde animal?
A Fabiani Saúde Animal, empresa fabricante do produto Prostaglandina fabiani, dispõe de um minuncioso processo de pesquisa e desenvolvimento com o objetivo de colocar no mercado produtos com máxina eficiência a fim de colaborar para a evolução e incremento da pecuária nacional.

 

2 - Quem é a LojaAgropecuaria?
A Loja Agropecuária foi lançada em 2010 para atender às necessidades de clientes em todo o Brasil que precisam ter acesso rápido e prático para adquirir produtos para o agronegócio.
Através da Loja Agropecuária, é possível comprar, com todo conforto e segurança que um E-commerce oferece, artigos para fazenda, implementos agrícolas, máquinas e equipamentos para agricultura e pecuária, além de uma vasta gama de produtos para saúde e alimentação animal.

 

3 - O que é Prostaglandina fabiani?
Prostaglandina fabiani  é um agente luteolítico de elevada eficácia em bovinos e suínos.

 

4 - A quem se destina Prostaglandina fabiani?
O produto Prostaglandina fabiani é indicado para bovinos e suínos.

 

5 - Quais os benefícios em utilizar Prostaglandina fabiani?
Prostaglandina fabiani é um agente luteolítico de elevada eficácia em bovinos, que produz uma regressão
morfológica e funcional do corpo lúteo, seguido pelo retorno ao cio dentro de 2 a 4 dias posteriores
ao tratamento, com uma ovulação normal. Deve-se lembrar que existe um período em que os animais são
refratários ao tratamento que vai desde a ovulação até aproximadamente 5 dias posteriores a ela, onde os
efeitos luteolíticos das Pgs não se manifestam.
O produto Prostaglandina fabiani possui amplo índice terapêutico, não altera a fertilidade e não se tem observado efeitos indesejáveis sobre as crias concebidas no cio seguinte ao tratamento.

 

6 - Existe alguma outra dúvida ou pergunta sobre o Produto Prostaglandina fabiani?
Nos envie um e-mail para atendimento@lojaagropecuaria.com.br que lhe respondemos.

Prostaglandina  2 ML - Caixa com 2 Frascos

 

Descrição:

Aumente susa lucratividade induzindo e sincronizando cios com o eficaz agente luteolítico Prostaglandina fabiani!

 

Fórmula: (em 100 ml de produto):
D-Cloprostenol.............. 7,50 mg
Veículo q.s.p. ...............100,00 ml

 

Informações Técnicas:
Prostaglandina fabiani é um agente luteolítico de elevada eficácia em bovinos, que produz uma regressão
morfológica e funcional do corpo lúteo, seguido pelo retorno ao cio dentro de 2 a 4 dias posteriores
ao tratamento, com uma ovulação normal. Deve-se lembrar que existe um período em que os animais são
refratários ao tratamento que vai desde a ovulação até aproximadamente 5 dias posteriores a ela, onde os
efeitos luteolíticos das Pgs não se manifestam.
O produto Prostaglandina fabiani possui amplo índice terapêutico, não altera a fertilidade e não se tem observado efeitos indesejáveis sobre as crias concebidas no cio seguinte ao tratamento.

 

Importância do controle do ciclo estral:
* Para gado de corte:
1- Facilitar a implantação de programas de inseminação arti cial, permitindo a otimização do melhoramento
genético dos rebanhos. Evita-se problemas de detecção do cio.
2- Permite programar os partos em períodos de nidos obtendo, desta maneira, lotes mais homogêneos de
bezerros e melhor peso na desmama.
* Para gado leiteiro:
1- Redução do número de vacas vazias, controlando o cio de cada animal e melhorando o intervalo entre
partos. Elimina a necessidade de detectar o cio para a inseminação.
2- Sincronização do cio em grupo de vacas, facilitando o manejo e permitindo assim a formação de lotes em
fase de lactação semelhante.

 

Indicações da Prostaglandina fabiani:
A) Controle da reprodução:
Bovinos - Controle do ciclo estral de vacas sadias que ciclam normalmente, sincronização / indução do cio
de novilhas: Os animais devem ser inseminados após a detecção do cio, que deve ocorrer de 2 a 5 dias após
o tratamento. Pode-se fazer a inseminação sem prévia visualização de cio às 72 e 96 horas após aplicação
do produto Prostaglandina fabiani.
Suínos - Indução do parto em porcas: Os animais devem ser injetados com o produto Prostaglandina fabiani entre o 112º e 113º dia de gestação (deverá ser considerado a média de dias de gestação da granja). O parto se dará entre
20-24 horas após a injeção.

 

Posologia e modo de usar:

Indicações Dose/Administração Período
Sincronização e indução de cio 1ª dose 2 ml (150 µg) via intramuscular Inseminar os que apresentarem cio.
2ª dose 2 mL de Prostaglandina fabiani (150 µg) via intramuscular Aplicar 10 a 11 dias (novilhas) ou 13 a 14 dias (vacas em lactação) após a 1ª dose, nos animais que não apresentarem cio. Inseminá-los após sua detecção do cio.
Eliminar necessidade de detecção de cio durante o período de inseminação Ou fazer a inseminação 72 e 96 horas após a aplicação, sem a observação do cio.
2 (duas) injeções
2 ml de Prostaglandina fabiani (150 µg) cada
10 a 11 dias (novilhas) ou 13 a 14 dias (vacas em lactação) de intervalo entre as doses.
A fertilidade normal de manifestará com 2 inseminações a 72 e 96 horas após injeção.
Indução de parto em porcas 1 ml de Prostaglandina fabiani (75 µg) via intramuscular Entre 112º e 113º dia de gestação. O parto de dará 20 – 24 horas após injeção.
Para estabelecimentos em que se emprega:
- métodos de reprodução por observação visual de cio;
- Utilização de touros vasectomizados
1 dose
2 ml de Prostaglandina fabiani (150 µg) via intramuscular
Inseminar os que apresentarem cio.
Uso terapêutico:
Tratamento de cistos luteínicos,
Piometra ou endometrite crônica
Eliminação de gestações normais, não desejáveis
Eliminação de gestações anormais
Cios silenciosos (sub-estro)
2 ml de Prostaglandina fabiani (150 µg) via intramuscular Quando indicado.
Nos casos de piometra ou endometrite crônica, o tratamento poderá ser repetido com intervalos de 10 – 14 dias. Pode-se associar o tratamento a uma terapia anti-bacteriana específica, de acordo com o médico veterinário. Em cios silenciosos, caso não haja resposta ao tratamento, injetar uma 2ª dose após 10 – 11 dias (novilhas) ou 13 – 14 dias (vacas em lactação), da primeira e inseminar 72 e 96 horas depois.

 

B) Uso terapêutico:
Bovinos - Prostaglandina fabiani é indicado no tratamento de cistos luteínicos; cios silenciosos (sub-estro); eliminação de prenhez normal (somente
no primeiro terço da gestação, quando as novilhas são jovens demais ou imaturas); eliminação de prenhez
anormal (remoção de feto mumi cado), piometra ou endometrite crônica (para os casos de endometrites crô-
nicas ou com contaminação bacteriana o veterinário poderá fazer uso concomitante de medicação adequada).

 

Contra-indicações:
Em abortos terapêuticos, o mesmo só deve ser realizado no primeiro terço da gestação. Não se deve abortar
à partir desse período.

 

Atenção: obedecer aos seguintes períodos de carência:
Bovinos: abate: o abate dos animais tratados com este produto somente deve ser realizado 01 dia após a última aplicação de Prostaglandina fabiani. leite: o produto Prostaglandina fabiani não requer período de carência para o consumo do leite de bovinos tratados.
Suínos: abate: o abate dos animais tratados com este produto somente deve ser realizado 01 dia após a última aplicação.
A utilização do produto Prostaglandina fabiani em condições diferentes das indicadas nesta bula pode causar a presença de resíduos acima dos limites aprovados, tornando o alimento de origem animal impróprio para o consumo.

 

Cuidados:
O Cloprostenol é absorvido pela pele e pode causar aborto, portanto, não deve ser manipulado por
mulheres grávidas;
Em contato acidental do produto Prostaglandina fabiani com a pele, lavar com sabão e água corrente em abundância;
As prostaglandinas do tipo F2 alfa, podem causar bronco-espasmo no homem, em caso de inalação ou
injeção acidental, administrar imediatamente um broncodilatador de ação rápida por inalação (isoprenalina
ou salbutamol).
Usar equipamento estéril e obedecer as normas de assepsia.
Não administrar Prostaglandina fabiani em fêmeas prenhas, quando o aborto terapêutico não for desejado.

 

Efeitos colaterais:
A indução do parto com qualquer composto exógeno, pode causar distocia, morte fetal, retenção placentária
e metrite.

 

Incompatibilidade:
A administração do produto Prostaglandina fabiani com agentes oxitócicos aumenta seu efeito.
Não administrar o produto Prostaglandina fabiani com antiin amatórios não esteroidais.
As prostaglandinas administradas em animais e humanos estimulam o acúmulo de sódio, potássio e cloreto
no intestino delgado levando a diarréia (fezes moles).
Venda de Prostaglandina fabiani sob prescrição e aplicação sob orientação do Médico Veterinário.
Conservar o produto Prostaglandina fabiani em local seco e fresco (temperatura de 15 a 30 ºC), ao abrigo da luz solar,
fora do alcance de crianças e animais domésticos.

 

Apresentações do produto Prostaglandina fabiani:
Cartucho contendo 2 frascos-ampola com 2 ml e cartucho contendo um frasco-ampola com 10 ml.

 

Validade do Produto Prostaglandina fabiani: 2 (dois) anos após a data de fabricação.

 

Licenciado no Ministério da Agricultura sob nº 8.133 em 20/02/2002.

 

Resp. Técnica: Mariana Carrascosa Loureiro – CRF-SP 37.432.

CANCELAR